Cuide do seu celular


01/09/2015  

Brasil tem 5 milhões de celulares bloqueados por roubo ou perda

Quem tem um celular ou smartphone sabe que o investimento é alto e que não vale a pena ser descuidado ou distraído ao usar o aparelho. O número de roubos, furtos e perdas destes dispositivos tem crescido constantemente.

Segundo dados da Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABR Telecom), o Brasil já tem mais de 5 milhões de celulares bloqueados por terem sido roubados ou perdidos. O número, 2% maior que o contabilizado em dezembro de 2014, é equivalente à média mensal de smartphones vendidos no Brasil no terceiro trimestre daquele ano, quando as lojas do varejo bateram recorde nesse segmento.

Mesmo com um universo de mais de 280 milhões de celulares, no Brasil, o seguro para celulares ainda não é um produto muito conhecido. Quem afirma é José Antonio Mendes, sócio da Ventura Mendes Consultoria e Corretagem de Seguros. “São poucas as seguradoras que trabalham com este tipo de risco. Estando fora do foco das grandes seguradoras, geralmente são os próprios corretores que comercializam a cobertura”, afirma. A ainda incipiente cultura do seguro e o alto preço – o prêmio pode custar entre 10% e 20% do valor dispositivo – são alguns dos motivos para os pequenos resultados apresentados.

Uma das vantagens de se contratar este seguro é a amplitude das coberturas oferecidas. “As de roubo e furto qualificado são contempladas em grande parte dos seguros disponíveis no mercado. Existe ainda a possibilidade de contratar coberturas de danos físicos aos equipamentos, danos elétricos e cobertura internacional”, comenta Mendes, lembrando que, em caso de quebra da tela, o que ocorre muito frequentemente, o seguro só cobre se o dano causado por acidente, incêndio, queda de raio, impacto de veículo ou tentativa de roubo.

Especificidades

No entanto, quando da contratação do seguro, é preciso ficar atento aos riscos excluídos das apólices. “Furto simples, furto de bem deixado dentro de veículo (exceto em caso de roubo do veículo), extravio, perda ou desaparecimento, subtração sem violência ou grave ameaça e bens deixados em áreas abertas são algumas das exclusões”, enumera Mendes.

É bom lembrar que, no furto qualificado, pelo menos uma das condições seguintes está presente: rompimento de obstáculo à subtração do objeto; abuso de confiança ou fraude; emprego de chave falsa ou concurso de duas ou mais pessoas. No furto simples, nenhuma destas condições ocorre. Assim, se o celular estava dentro da bolsa e foi subtraído sem o segurado notar, trata-se de furto simples e, portanto, sem direito à indenização.

Outro cuidado que o consumidor deve ter é quanto ao fato de que algumas cláusulas, como exigências e exclusões, podem se diferenciar entre as seguradoras. Há seguradoras que oferecem serviço adicional de armazenamento de arquivos em “nuvens” digitais de até 5GB. Outras comercializam o seguro junto com operadoras de telefonia celular e realizam também sorteios mensais de valores para os clientes que estiverem com as mensalidades em dia.

Para quem busca segurança para o seu dispositivo, mas não tem tempo de pesquisar sobre os produtos disponíveis no mercado, as parcerias entre seguradoras e operadoras de telefonia celular caem como uma luva. O empresário Cauby Pissurno, da Atlantis Serviços Subaquáticos, por exemplo, oferece telefones celulares para alguns funcionários e escolheu trabalhar com uma operadora que já vendesse os aparelhos com seguro. “Nossos supervisores precisam estar sempre conectados. Quando um deles perde, danifica ou tem o celular roubado, conseguimos uma reposição bem rápida, o que para nós é um diferencial estratégico”, afirma.

Dicas para proteger seu celular

Além de contratar um seguro para proteger seu celular, outros cuidados são importantes, e o Tudo Sobre Seguros traz a seguir algumas dicas:

– Não andar com o celular no bolso de calças, shorts e bermudas.

– Não usar o celular em ruas movimentadas ou locais muito desertos.

– Procurar usar sempre o fone de ouvido para atender o celular na rua.

– Investir em capas e películas protetoras.

– Manter uma senha de bloqueio do celular.

– Fazer backups periódicos dos dados de seu celular.

– Utilizar aplicativos de rastreio do aparelho em caso de perda ou furto.