Prezado leitor,
É permitida a utilização do conteúdo desse site, desde que citada a fonte.
Para isso, leia as regras aqui e preencha o cadastro em anexo.

Configuração mínima necessária:
Internet Explorer 7 ou Firefox 3
Resolução: 1024x768

Conheça a nossa página no Facebook Conheça a nossa página no Twitter

Entenda o seguro de automóveis

Comprando uma apólice e poupando dinheiro

• Quais os critérios que eu devo ter para escolher o seguro?

• É possível economizar no preço do seguro, sem perda da qualidade?

• Quais os fatores que influenciam no preço do seguro de automóveis?

• O que são bônus?

• O que é vistoria prévia?

• Onde compro um seguro?

• A seguradora pode recusar a proposta de seguro?

• Qual o papel do corretor na contratação do seguro?

• Quais são os documentos necessários para comprar um seguro?

• Existe um seguro de automóvel específico para o meu filho adolescente?

 

Quais os critérios que eu devo ter para escolher o seguro?

No país, existem mais de cem companhias seguradoras e todas elas trabalham com a intermediação obrigatória de corretores de seguro, de acordo com a legislação brasileira.

Com tantas opções, a escolha da proposta de seguro não deve ser determinada apenas em função do preço e das condições de pagamento.

É importante conhecer a tradição do corretor de seguros e da seguradora. Você encontra essas informações no site da Susep (Superintendência Nacional de Seguros, autarquia subordinada ao Ministério da Fazenda, responsável pela fiscalização e regulamentação do setor).

Gaste um pouco de tempo, mas verifique se o corretor está habilitado a operar no mercado de seguros, há quanto tempo está no ramo e com quais seguradoras ele opera.

Informe-se, também, sobre a seguradora que o corretor recomenda ou que você escolheu. Confira se ela está habilitada pela Susep para atuar no mercado segurador e se é financeiramente sólida.

Vale, ainda, consultar o Cadastro de Reclamações do Procon, para saber como a empresa se comporta no caso de reclamações dos segurados. Verifique se o corretor e a seguradora são de fácil acesso, se estão disponíveis para responder às suas dúvidas, porque esses requisitos são fundamentais na utilização futura do seguro.

Uma das regras básicas em seguro é reduzir o risco que as seguradoras vão assumir para garantir a indenização pelos prejuízos previstos nas coberturas da apólice. Quanto menor o risco, menos você vai pagar pelo seguro. O cuidado com seu automóvel revela perfil de bom motorista e diminui o preço do seguro.

Se você não utilizar o seguro durante o prazo de validade (vigência) da apólice, terá direito a descontos na renovação, chamados bônus. Por outro lado, o seguro do seu carro pode ficar muito mais caro se você prestar informações não verdadeiras no questionário que define o perfil do segurado.

Declarações falsas e incompletas ou omissão de informações determinantes para o cálculo do prêmio são motivo suficiente para as seguradoras poderem recusar o pagamento da indenização.

Topo 

É possível economizar no preço do seguro, sem perda da qualidade? 

Sempre que for contratar um seguro não deixe de pesquisar preços e benefícios de, pelo menos, três empresas. Vale a pena pesquisar, porque as diferenças de preço e oferta de benefícios podem ser grandes. Procure a indicação de um corretor, amigos, familiares e use a internet para fazer a sua coleta de preços.

A maioria das seguradoras adotou o questionário do perfil do segurado para avaliar o risco e determinar o preço do seguro.

Quanto menor for o risco que você e o seu veículo representarem, menos você vai pagar. Uma boa notícia é que o preço dos seguros de automóveis cresceu menos que a inflação (ou seja, houve queda real de preços), causada pelo aumento da competição entre as seguradoras.

Recomendações úteis:

Antes de escolher o seguro do automóvel

No planejamento da compra do carro, você deve ficar atento aos modelos mais visados pelos ladrões, porque para estes o custo do seguro será mais alto, já que aumenta o risco para a seguradora.

Você encontra informações sobre os carros com maior e menor índice de roubo em “Fatos e Dados” no nosso portal. Você encontra, também, no site do Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária), o Índice de Segurança da maioria dos veículos comercializados no país.

Avalie qual a melhor franquia para você

A franquia permite reduzir o preço do seguro, na medida em que você se responsabiliza por uma parte de eventual prejuízo.

O valor da franquia – a participação do segurado em parte do prejuízo – é estabelecido na proposta e na apólice. Quanto maior o valor da franquia, menor é o preço do seguro.

É importante você conhecer suas reais necessidades, para determinar o valor da franquia.

Se a sua preocupação é com indenização integral, convém escolher uma franquia mais alta para reduzir o preço do seguro.

Mas, se para você o risco maior é de pequenos danos, como batidas de pouca consequência, a melhor opção é uma franquia mais baixa, pois poderá ser utilizada mais de uma vez.

Importância do perfil do segurado

O questionário de avaliação de risco é o instrumento que as seguradoras usam para diferenciar os riscos dos diversos segurados. Pequenas diferenças no perfil de risco podem fazer muita diferença em relação ao preço do seguro.

Os questionários de perfil e as informações solicitadas variam entre as seguradoras. Responda às perguntas com transparência, porque omitir informações pode custar caro mais tarde.

Suas respostas serão confrontadas com as condições em que ocorrer um acidente. Por exemplo, se for solicitada no questionário de perfil a declaração de todas as pessoas que dirigem o seu veículo e com que frequência o fazem, responda cuidadosamente e de forma completa.

No caso de um acidente com seu carro, causado por alguém que dirige o veículo habitualmente e que não está relacionado na lista do questionário do perfil, a seguradora pode recusar o pagamento da indenização.

Você deve pedir à seguradora, por intermédio do seu corretor, para alterar as informações do perfil do segurado, todas as vezes em que houver modificações, como mudança de endereço ou alteração dos condutores.

Fique atento com as informações prestadas, porque o seu risco é medido por esse questionário, que é uma importante base de cálculo do preço do seguro.

Se você não tinha garagem para guardar o carro à noite e passou a ter, o preço deverá cair, e vice-versa.

O corretor tem que ser visto como um consultor, alguém que vai ajudá-lo a encontrar o seguro mais adequado às suas necessidades. Ele vai orientá-lo sobre os tipos de cobertura que servem ao seu perfil de motorista e aos riscos que o seu carro está exposto cotidianamente.

O corretor é quem vai representá-lo perante a seguradora em caso de acidentes, roubo ou perda do seu veículo.

Não se entusiasme muito com os benefícios

Os agrados que as seguradoras oferecem podem fazer você pagar mais caro pelo seguro do que o necessário. Serviços para a sua residência, como bombeiros, chaveiros, eletricistas, técnicos de informática, motorista substituto e até veterinários, além de descontos em estacionamentos e despachante gratuito são bem-vindos, mas têm o seu preço.

Atenção aos critérios na hora de escolher o seguro. Verifique se você vai usar esses serviços, que só devem prevalecer em caso de desempate entre as propostas de seguro.

Equipamentos antifurto

O seu risco diminui e, por tabela, o custo do seguro, quando você instala equipamentos antirroubo fixos, como rastreadores e bloqueadores no seu carro.

O desconto no preço final do seguro é variável, mas pode ser bem significativo. Algumas seguradoras oferecem esses dispositivos, que não são baratos, sob a forma de comodato.

Grupos de afinidade

Algumas seguradoras concedem descontos especiais para grupos constituídos de empregados da mesma empresa. São os chamados grupos de afinidade.

As seguradoras costumam pedir comprovação do vínculo com o grupo na contratação ou na regulação de um sinistro, na medida em que foi concedida uma redução do custo do seguro. 

Topo

Quais os fatores que influenciam no preço do seguro de automóveis?

O custo do seguro varia de acordo com marca, tipo, ano de fabricação, região onde você mora e também com o perfil do motorista e uso do veículo.

Na formação do preço entram ainda as garantias contratadas, o valor da franquia, o plano de Assistência 24h, os bônus e eventuais descontos especiais.

Por exemplo, um seguro de automóvel zero quilômetro é, em geral, mais caro que o de um carro com vários anos de uso. O mesmo ocorre se o veículo se localizar em cidades com altos índices de roubos, colisões, etc.

topo

 

 O que são bônus?

As seguradoras atribuem uma classe de bônus para cada apólice, em função do número de anos de contratação do seguro e da quantidade de sinistros.

Essa classe de bônus é reconhecida pelas seguradoras mesmo quando o cliente troca de corretor ou seguradora na renovação da apólice. Avançar na escala da classe de bônus representa desconto no preço do seguro, que varia de seguradora para seguradora.

O benefício dos bônus pertence ao segurado, correspondendo às suas características de motorista. Por isso, a substituição do veículo na apólice não altera a classe de bônus conquistada, mas a alteração de segurado ou de condutor, sim
Além do bônus, algumas seguradoras ainda dão desconto por fidelidade do segurado na renovação da apólice.

 

Topo

 

O que é vistoria prévia?

Uma das exigências das seguradoras para aceitarem o seguro do seu carro é a realização de uma vistoria prévia. Esta exigência, contudo, é dispensada para automóveis zero quilômetro, e também na renovação do seu seguro, quando não há modificações nas coberturas e nas características do veículo.

Em algumas situações, no entanto, as seguradoras não dispensam a vistoria em renovação de outra seguradora.

Você vai precisar vistoriar o seu automóvel quando:

  • contratar um seguro novo de um veículo usado;
  • trocar de carro por um usado;
  • incluir novas coberturas ou ampliar os limites das coberturas contratadas; e
  • reduzir a franquia.

As seguradoras têm postos de vistoria definidos e você pode agendar a sua na empresa que lhe for mais conveniente, com data e hora marcada. Em algumas situações é possível a realização da vistoria em local escolhido pelo cliente: sua casa ou trabalho, por exemplo.

Topo

Onde compro um seguro?

Além das informações que o corretor lhe fornecer, pesquise na internet e na Susep. Os bancos também oferecem seguros, por meio de corretoras associadas ou subsidiárias.

Algumas companhias de seguros são especializadas em determinado ramo. A maioria delas opera no seguro de automóveis. Pergunte ao seu corretor quais as seguradoras que poderão atendê-lo(a) melhor e com mais eficiência.

 topo

A seguradora pode recusar a proposta de seguro?

A seguradora tem a prerrogativa – desde que justificada – de recusar o risco. Se isso acontecer, a cobertura permanece válida apenas por dois dias úteis, contados a partir da data em que foi feita a comunicação da recusa ao corretor ou ao cliente.

Embora curto, este prazo permite que o interessado na contratação de seguro encontre outra seguradora que aceite o risco.

Os principais motivos que levam uma seguradora a recusar uma proposta de seguro são veículos que apresentam algum problema na vistoria prévia ou alguma irregularidade na documentação. Motoristas com histórico de sinistros, inadimplência, carteira de habilitação suspensa, processados por dirigir embriagados ou por outras irregularidades são sérios candidatos à rejeição por parte das seguradoras.
topo

 

Qual o papel do corretor na contratação do seguro?

O corretor deve que ser visto como um consultor, alguém que vai ajudá-lo a encontrar o seguro mais adequado às suas necessidades. Ele vai orientá-lo na escolha da seguradora e dos tipos de cobertura mais adequados ao seu perfil de motorista e aos riscos a que o seu carro está exposto todos os dias. No caso de acidentes, roubo ou perda do seu veículo, é o corretor quem vai representar você perante a seguradora.

A comissão que o corretor recebe já está incluída no preço que você paga pelo seguro. É dever desse profissional prestar bom atendimento, estar disponível todas as vezes em que você tiver dúvidas ou precisar de ajuda em caso de acidente.

Pela legislação brasileira, é obrigatória a participação do corretor na contratação de seguro. A profissão de corretor de seguros, criada pela Lei 4.594, de 29 de dezembro de 1964, exige exame de habilitação e registro na Susep.

O corretor tem que prestar exame, promovido pela Escola Nacional de Seguros (Funenseg), responsável pela formação desse profissional.

O curso de habilitação é estruturado em módulos, com duração de cerca de nove meses. A avaliação é feita por meio de provas específicas de cada disciplina. A sede da Funenseg é no Rio de Janeiro, mas os cursos estão disponíveis em outras cidades, com a opção do ensino à distância ou em parceira com seguradoras.

topo

Quais são os documentos necessários para comprar um seguro?

No caso de um seguro novo para um carro usado, você precisará apresentar os documentos do veículo, os seus, pessoais, e fazer uma vistoria prévia.

Para automóveis zero quilômetro é preciso apresentar a nota fiscal com data de saída e carimbo da concessionária.

Quando for um zero quilômetro importado, será exigida a quarta via da declaração de importação.

Na renovação do seguro em outra seguradora, você precisará dos dados da apólice anterior e, eventualmente, fazer a vistoria prévia.

 Topo

Existe um seguro de automóvel específico para o meu filho adolescente?

Se você tem filho(s) adolescente(s), movido(s) em geral mais pela audácia da emoção que pela cautela racional, o risco de acidentes aumenta e, infelizmente, o prêmio do seguro do seu carro também.

Para evitar aborrecimentos no caso de eventual pedido de indenização, tão logo o seu filho ou filha adolescente comece a dirigir, comunique ao corretor e peça para incluí-lo no questionário do perfil do segurado como um dos motoristas do seu automóvel.

No caso de seus filhos terem o próprio carro, a inclusão destes no seguro familiar pode deixar o prêmio mais barato do que em uma apólice individual. Faça também uma pesquisa de preços com, pelo menos, três seguradoras que ofereçam seguro de automóveis para jovens.
Se você for dar um carro para o seu filho ou filha, escolha um modelo mais simples e que, comprovadamente, não esteja entre os “preferidos” pelos ladrões.

Converse bastante com seus filhos sobre a gravidade e a importância de uma direção segura, conscientize-os dos perigos da combinação de direção com álcool e sono, de falar ao celular na direção, de utilizar fones de ouvido e de conversar com os amigos enquanto dirige. O seu exemplo também contribui para o comportamento de seus filhos ao volante. Por isso, se beber, não dirija.

O motorista jovem e inexperiente, na faixa dos 18 aos 25 anos de idade, no entanto, pode ter avaliação de risco melhor e o custo do seguro reduzido se tiver boa conduta na direção.

Frequentar um curso de direção segura e defensiva (muitos dos departamentos de trânsito regionais oferecem cursos gratuitos) pode ajudar a conseguir um desconto no prêmio.

Topo