Novos ventos no DPVAT


22/10/2012  

Susep e Seguradora Líder apresentam novidades neste seguro

Durante a última semana foram anunciadas mudanças no seguro DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre), que indeniza todas as vítimas de acidentes causados por veículos automotores, ou por sua carga, em vias terrestres.

Uma delas refere-se a novo bilhete, mais simplificado, contendo explicações sobre a atuação da Seguradora Líder, que administrar as operações do Seguro DPVAT, e que irá facilitar o entendimento do segurado.

A iniciativa partiu da Susep, após sua área de atendimento ter diagnosticado grande número de telefonemas equivocados por parte de vítimas de acidentes de trânsito e motoristas. “Muitas pessoas ligavam para o Disque-Susep (0800 021 84 84) ao invés de telefonar para a central específica do DPVAT (0800 022 12 04). Constatamos que, provavelmente, essa confusão se dava no momento da leitura das informações do verso do bilhete, onde constavam os dois números de telefone muito próximos”, explica Ricardo Xavier, diretor-presidente da Seguradora Líder DPVAT, entidade que colaborou com sugestões para melhorar o documento.

De acordo com a Circular Susep 451, de 17/10/2012, os novos bilhetes entram em vigor 180 dias após a publicação, ou seja, em 17/04/2013.

Acesso ampliado

Outra novidade é que desde o último dia 17 de outubro os cidadãos de alguns municípios dos estados de Goiás, Pará, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Minas Gerais passaram a poder solicitar sua indenização em agências dos Correios. Essa parceria já havia sido implantada nos estados do Ceará, Maranhão, Piauí, Paraíba, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Norte. Com os 2.141 novos locais de atendimento, o Brasil passa a contar com 4.740 pontos oficiais, e a expectativa é que, até o final de 2013, todos os estados do país recebam esse benefício.

Advertisements

“Essa parceria com os Correios amplia o acesso das vítimas ou seus beneficiários ao seguro de forma gratuita em locais onde não havia pontos de atendimento do seguro DPVAT”, afirma Xavier, que complementa: “além de democratizar ainda mais o benefício, a inovação é um reforço para desestimular a ação de intermediários nesse processo, para que as vítimas possam receber integralmente seu direito da maneira correta.”

Perguntado sobre a possibilidade de realizar esse tipo de acordo com outros  estabelecimentos, Xavier diz: “a Seguradora Líder trabalha sempre para ampliar a capilaridade do Seguro DPVAT, por isso, novas parcerias não estão descartadas, muito pelo contrário. Hoje, além da rede de atendimento das Seguradoras Consorciadas e de suas reguladoras, já temos parceria com Sindicatos dos Corretores de Seguros (Sincors), com Corretores de Seguros, através do Programa Corretor Parceiro,  além de Detrans de Procons em cidades de diversos estados, para que funcionem como pontos de atendimento oficiais.”

Em 2011 o seguro DPVAT pagou 366.356 indenizações de morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares. A expectativa é que os números deste ano superem os do ano anterior, visto que só no 1º semestre de 2012 já foram pagas 216.150 indenizações, 31% a mais que a quantidade de indenizações do mesmo período de 2011.

Vale lembrar que a partir da data em que aconteceu o acidente de trânsito, a vítima ou seus beneficiários (podendo ser o motorista, passageiro ou mesmo um pedestre), tem prazo de até três anos para dar entrada no pedido de indenização. Este processo é simples e não necessita de intermediários. Basta que o interessado – a pessoa acidentada ou o seu beneficiário – contate uma das seguradoras que formam os consórcios do DPVAT e apresente a documentação necessária. Entre os documentos solicitados estão Boletim de Ocorrência, autorização de pagamento e identidade e CPF da vítima ou dos beneficiários.