Seguro para animais de estimação


25/11/2015  

O Brasil é o terceiro maior mercado pet do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos e Inglaterra

Tem gente que cuida do seu animal de estimação (“pet” em inglês) como se fosse um filho. Roupas, brinquedos, rações especiais, tratamentos de beleza e até carrinho para passear na rua são alguns mimos de que os donos não abrem mão, sempre querendo dar o melhor para seu bichinho.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o Brasil é o terceiro maior mercado pet do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos e a Inglaterra.  O grande número de pet shops espalhadas país é um reflexo do crescimento do setor e os números da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) confirmam: a paixão pelos pets movimentou, em 2014, R$ 16 bilhões, 8,2% a mais que no ano anterior.

O difícil para muita gente é cuidar adequadamente da saúde e segurança dessas criaturinhas que amamos. Cuidados com vacinas, exames, entre outros, podem ser caros e pegar os donos desprevenidos, mas existe no mercado um seguro específico para auxiliar nestas e em muitas outras situações.

De fato, existem seguradoras que comercializam o seguro PET. A AIG é uma delas, tendo desenvolvido, em 2013, um produto que cobre proteção para cães e gatos. Ele tem condições bem semelhantes a um Seguro Saúde, prevendo reembolso de despesas com veterinários. “Para os donos significa mais economia, pois as parcelas do seguro custam em torno de R$ 20,00, cabem no orçamento familiar. Além disso, ele garante o reembolso de gastos inesperados e dá liberdade para escolher o veterinário que quiser”, explica Henrique Faria, Gerente de Produtos da AIG Brasil.

O produto cobre ainda despesas com funeral e cremação, além de responsabilidade civil. “Ele protege o dono caso seu animal de estimação provoque morte a terceiros, dano material à propriedade de terceiros, bem como morte ou danos corporais a outros cães e gatos domésticos”, complementa Faria.

Perguntado sobre se o seguro PET cobre um crime que tem se tornado comum em todo o país – o roubo de animais – o executivo alertou que não, o que mostra que o produto ainda agregar coberturas importantes para os clientes.

Advertisements

Inovações no seguro

Além das coberturas por morte, acidente e de despesas veterinárias, que são as mais comuns, há ainda uma grande variedade de serviços adicionais oferecidos pelos seguros PET disponíveis no mercado. Alguns produtos incluem indicação de clínicas veterinárias, auxílio para compra de outro bichinho de estimação em caso de morte do animal assistido, entrega de ração em domicílio, indicação de spa canino, entre outros.

O seguro criado em parceria entre a Yasuda Seguros e a Pet Assist, empresa especializada em assistência a cães e gatos, por exemplo, oferece ainda uma cobertura para o animalzinho em caso de morte do dono, garantindo que ele seja levado, de qualquer cidade do país, para o “Lar Animal”, um sítio localizado em São José dos Campos (SP) com serviços como veterinário, passeador e cuidador.

Já o produto intermediado pela Segurar.com, com apólice da MetLife, tem ainda outra característica diferenciada: em caso de lesão ou doença do dono, que o impeça de cuidar do animal assistido, será oferecido para o bichinho transporte de ida e volta e hospedagem em um hotel especializado.

Portanto, na hora de contratar o seguro, é importante ler atentamente cada cláusula e verificar se o produto atende todas as suas necessidades.